Bio

Lambada das Quebradas Vol 1 (1978)
 

Cronologia

1934 – Em 29 de outubro de 1934 nasce Joaquim de Lima Vieira, que mais tarde passa a ser conhecido como o Mestre Vieira da Guitarrada Paraense. Nascido em Barcarena, região do Baixo Tocantins, no Pará, Mestre Vieira completará este ano 78 anos de vida,
sendo um dos mais antigos e representativos guitarreiros da música paraense por ter inaugurado, há 50 anos, um estilo único de tocar sua guitarra.

1944 – Aos dez anos montou com seus irmãos e primos um conjunto regional. Como seu pai não aprovava “esse negócio de grupo regional” (tocava música brasileira com instrumentos regionais, incluindo o banjo), o Mestre resolveu perguntar-lhe que tipo de
música gostava e qual instrumento lhe era agradável ouvir. Seu Zacarias falou que na sua terra natal os músicos tocavam vários estilos que lhe agradavam, incluindo o Fado, e que gostava muito do som do “bandolim”.

1949 – Em visita a Belém, Vieira encontrou um bandolim pra vender numa loja,  porém como não podia comprar o instrumento, convenceu seu irmão, um excelente marceneiro, a fazer uma réplica. Assim, aos 15 anos aprendeu a tocar o bandolim e foi
convidado a participar de um concurso na Rádio Clube do Pará, vencendo com nota máxima com o choro, de sua autoria, intitulado “Te agasalho”. Foi eleito, em meio a feras da época, o melhor solista do Pará aos 15 anos.

1978 – Aos 40 anos, Mestre Vieira se torna o criador da lambada e grava o clássico e pioneiro disco de sua carreira: Lambada das Quebradas, gravado em dois canais.
São vendidas 80 mil cópias, e seguiu-se com “Lambada das Quebradas volume 2″ – outro sucesso, destaque para as músicas “Melô do Bode” e “Lambada do Rei”. Foram  vendidas 230 mil cópias do disco. Sucesso total, porém sem retorno financeiro acontento.

1980 – Grava Lambada das Quebradas Vol. 02 – A música de Mestre Vieira ultrapassou os solos brasileiros e chegou à Suíça, França e Inglaterra. Os ingleses negociaram com a Continental, sua gravadora na época, a regravação do LP “Lambada das Quebradas
volume 2″ em Inglês, e seu som contagiante conquistou a Europa. Foi coroado pelos gringos, Rei da Guitarra e da Lambada.

1981 – Vieira e seu Conjunto gravam Lambada das Quebradas Vol. 03.

1982 – Vieira e seu Conjunto gravam Melô da Cabra e Lima o “Guitarreiro da Amazônia” – Lambadas e Quebradas

1983 – lançamento de Vieira e seu Conjunto gravam o LP Desafiando

1984 a 1987– Lançamento do disco Vieira e seu Conjunto

1990 – LP Vieira e seu Conjunto: Lambadas e Cambará

1991 – LP Vieira – 40 Graus

2000 – LP Vieira & Banda – Também participa do projeto Música do Brasil, com Hermano Vianna. Conhece Pio Lobato.

2002 – LP Vieira – Lambadão do Vieira Vol. 17. Neste ano é premiado pelos escoceses e ingleses como o melhor guitarrista do mundo.

2003 – Surge os Mestres da Guitarrada – Juntamente com Aldo Sena e Curica formam os Mestres da Guitarrada, um encontro de feras idealizado pelo guitarrista e pesquisador musical Piol Lobato. O projeto “Mestres da Guitarrada”, que reúne ícones da música
paraense, obteve resultado positivo e rende CD e viagens para shows em todo o país.
Paralelo a isso, Vieira mantém seu grupo original (Vieira e banda) e continua se apresentando em Belém e no interior do Pará.

2004 – Mestre Vieira viaja o Brasil e alguns países do mundo, como a Alemanha (onde tocou em plena Copa do Mundo), junto a Aldo Sena, discípulo de Mestre Vieira, e Curica, no banjo, além de uma banda base formada por Pio Lobato (guitarra base), Vovô (bateria) e Gorayeb (percussão).

2007 – Mestre Vieira ganha um blog em sua homenagem (http://mundialprog-ponteado-mestre.blogspot.com.br/), concebido pelo músico e Givaldo Pastana. Admirador do guitarreiro, o músico escreve uma biografia básica de Vieira e passa a documentar suas
andanças na cena musical do país.

2008 – CD Mestres da Guitarrada – Música Magneta – Eles são festejados como gênios da música popular por figuras como o antropólogo e pesquisador musical Hermano Vianna e o Dj Dolores, reconhecido internacionalmente como um dos maiores
representantes da música eletrônica nacional.

2008 – Mestre Vieira e a jornalista Luciana Medeiros se encontram. É dado início ao projeto dos 50 Anos sobre sua obra e trajetória que inclui um documentário, a gravação de um DVD. O projeto é aprovado pela Lei Semear, mas não obtém patrocínio.

2010 – Mestre Vieira – Guitarrada Magnética (CD independente gravado em Barcarena e lançado pelo Selo Ná Music). Neste mesmo ano, aprovado mais um vez pela Lei Semear do Governo do Estado, o projeto “Mestre Vieira – 50 Anos de Guitarrada” , desta vez dividido em duas fases de produção: Documentário e DVD – obtém patrocínio do Programa Conexão Vivo para sua execução.

2011 – Inicia a produção e gravação do documentário sobre sua obra. Durante a execução, Mestre Vieira reencontra os músicos que gravaram com ele os LPs do início da carreira e, juntos, fazem uma apresentação histórica no independente Festival Se Rasgum. O registro está na montagem do filme.

2012 – Inicia a produção do DVD com gravação prevista para o mês de julho, ao vivo, no Theatro da Paz.


 

 

 
 
previous next
X